quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Gente LP (tradução)


Sabes que erras
quase continuamente
Esperando não fazer mal jamais
Mas quantas vezes isso ocorre?

A vida é uma linha de equilíbrio
E mais cedo ou mais tarde
nos encontraremos distantes
Frente a uma dúvida
E cada dia junto fazemos apenas mais um metro
Precisamos encontrar todo o bem
que temos em cada um de nós
Mas às vezes basta só um sorriso
Para soltar em nós também um inverno de gelo
E partir novamente do zero
Porque não existe um limite para ninguém
Que por dentro se abra um amor sincero
Apenas um suspiro

Não somos anjos em vôo,
vindos do céu,
Mas somos gente simples
que ama de verdade
Gente que quer um mundo mais sincero
A gente que se encontra pela estrada da cidade
Prove e verás que sempre existirá um modo
Dentro de nós para depois retomar o vôo
Rumo o sereno
Não somos
Anjos em vôo vindos do céu
Mas gente comum que ama de verdade
Gente que quer um mundo mais sincero
Gente que unida o transformará


O CAMINHO DA ÁRVORE



Numa introspecção: Árduo, penoso, dolorido, escuro... certo? Valioso? Necessário? Real e verdadeiro.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Projeto Embarque na Leitura completa cinco anos

CN NOTÍCIAS
Pequenos ou grandes fatos do cotidiano são notícias dando conta de que, em meio aos conflitos e contradições, a humanidade caminha para um mundo de paz, de justiça, de amor, enfim, para um mundo mais unido. Fique a par!
http://www.cidadenova.org.br/Noticias/Detalhe.aspx?id=3304

Durante este mês de setembro, o projeto Embarque na Leitura comemora cinco anos de existência e o Instituto Brasil Leitor (IBL), que é o seu gestor e idealizador, programou diversas atividades culturais gratuitas para os usuários. Haverá em São Paulo eventos comemorativos nas estações Luz, Paraíso, Santa Cecília e Tatuapé.

Os associados que retirarem livros durante este mês nas bibliotecas das estações Paraíso, Luz e Tatuapé concorrerão a um kit de livro e DVD.

Para se cadastrarem e receberem a carteirinha, os interessados devem apresentar documento de identidade, comprovante de residência e uma foto 3x4. Menores de 12 anos devem estar acompanhados dos pais. Só poderá ser retirado um livro por vez.

O empréstimo, gratuito, pode ser feito de segunda a sexta-feira, das 11 às 20 horas. Os livros devem ser devolvidos em 10 dias, em qualquer horário, na caixa coletora localizada na lateral da biblioteca.

A devolução dos livros que foram retirados na Estação Paraíso, só podem ocorrer na mesma estação. O mesmo vale para as outras unidades (Tatuapé, Luz, Largo Treze ou Santa Cecília).

Para mais informações veja o site:
http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=98372
2/9/2009

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Continuando Reflexões musicais...

A CARTA

Não vá levar tudo tão a sério
Sentindo que dá,
deixa correr
Se souber confiar no seu critério
Nada a temer


Não vá levar tudo tão na boa
Brigue para obter o melhor
Se errar por amor Deus abençoa
Seja você


No que sua crença vacilou
A flor da dúvida se abriu
Vou ler a carta que o Biel mandouPra você, lá do Brasil:
"Eles me disseram tanta asneira, disseram só besteira
Feito todo mundo diz.
Eles me disseram que a coleira e um prato de ração
Era tudo o que um cão sempre quis
Eles me trouxeram a ratoeira com um queijo de primeira
Que me, que me pegou pelo nariz
Me deram uma gaiola como casa, amarraram minhas asas
E disseram para eu ser feliz
Mas como eu posso ser feliz num poleiro?
Como eu posso ser feliz sem pular ?
Mas como eu posso ser feliz num viveiro,
Se ninguém pode ser feliz sem voar?
Ah, segurei o meu pranto para transformar em canto
E para meu espanto minha voz desfez os nós
Que me apertavam tanto
E já sem a corda no pescoço, sem as grades na janela
E sem o peso das algemas na mão
Eu encontrei a chave dessa cela
Devorei o meu problema e engoli a solução
Ah, se todo o mundo pudesse saber
Como é fácil viver fora dessa prisão
E descobrisse que a tristeza tem fim
E a felicidade pode ser simples como um aperto de mão
Entendeu?

É esse o vírus que eu sugiro que você contraia
Na procura pela cura da loucura,
Quem tiver cabeça dura vai morrer na praia.
Não vá levar tudo tão a sério..."


Composição: Djavan / Gabriel O Pensador

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

UMA HOMENAGEM AO CARA QUE TEM ME INSPIRADO ULTIMAMENTE A CONTINUAR FIRME! E QUE HOJE CELEBRAMOS SEU ANIVERSÁRIO! E para o Marcos O tudo!!


ESPANTE-SE DIANTE DA SELVA DE INFORMAÇÕES, IDÉIAS, CONCEITOS, SABERES E HISTÓRIAS. NÃO SE PERCA! DOSE!

O PAI DA ERA DA INFORMAÇÃO

video

CLAUDE SHANNON: THE FATHER OF INFORMATION SCIENCE


“Olá sou Claude Shannon um Matemático, aqui no “Dell Telephone Laboratories”.”

Ele não criou o CD, o aparelho do Fax, os telefones sem fio (celulares), ou arquivos em mp3, mas em 1938, Claude Shannon abriu caminho para todos estes, com a teoria básica sobre comunicação e armazenamento digital, a qual chamou de Teoria da Informação. Claude Shannon realizou maior parte de seu trabalho pioneiro, entre 1940 e 1950. O impacto de sua pesquisa sobre a realidade, está muito mais espalhado hoje do que há 50 anos.

David Neuhoff (University of Michigan) – Toda a idéia da digitalização das coisas e o fato de que se pode salvá-las, armazená-las, de que se pode “transferi-las” e “carregá-las’ em rede, muito disso, veio de Shannon”. Toda aquela idéia de que a digitalização é útil não apenas porque assim nos parece bom, mas porque nos permite salvar e armazenar arquivos em CDs, em um tocador de DVD e os bits são os mesmos hoje e os mesmos amanhã.

Robert McElience (Cal Tech) – Se historiadores fossem olhar para trás, nos séculos: XX e XXI, diriam que Shannon criou um desafio para engenheiros em 1948 e dentro de 50 ou 60 anos, solucionariam esse desafio e seguiriam para outros aspectos da tecnologia digital.
Enquanto a teoria da informação foi seu trabalho mais marcante, Claude Shannon também contribuiu, para o desenvolvimento precoce dos circuitos integrados, computadores, criptografia, inteligência artificial e até genoma, coisa que o caracterizou como uma das mentes mais influentes do século XX. Ainda assim, quando faleceu, no dia 24 de Fevereiro de 2001, Shannon era desconhecido pelo publico, em geral.

Elwyn Berlekamp, professor da UC Berkeley o qual co-escreveu muitos trabalhos com o Shannon.

Elwyn Berlekamp (Professor da UC Berkeley) – Ele era um irmão, eu diria assim. Não com ______ Era trabalhoso. Precisava-se fazer um esforço para acessar, certamente não estava empenhado em voluntariamente chegar a ser popular.


Ramesh Rao (CA Institute for Telecommunications & Information Technology) – O Público leigo provavelmente não aprova, o quanto a teoria da informação tem feito para codificação e assim por diante em muitas outras coisas que consideramos como resolvidas/garantidas, qualquer coisa que envolve histórias, como por exemplo, CD players ou qualquer coisa que envolve comunicação de dados, como, por exemplo, seu modem, que por meio da conexão por discagem rápida de bits, ou canais de telefones. Apenas __________ tudo que tem ha ver com o armazenamento e a codificação da informação, assim como sua “compressão”. Segue em algumas formas, diretamente das contribuições que Shannon deu.

domingo, 23 de agosto de 2009

SE ESSA REFLEXÃO SERVIR PARA VOCÊ TAMBÉM FICO FELIZ









Perdão



Nem tudo é fácil

É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste.
É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada
É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre.
É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia.
É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua.
É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo.
É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar.
É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo.
Se você errou, peça desculpas...
É difícil pedir perdão? Mas quem disse que é fácil ser perdoado?
Se alguém errou com você, perdoa-o...
É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender?
Se você sente algo, diga...
É difícil se abrir? Mas quem disse que é fácil encontrar
alguém que queira escutar?
Se alguém reclama de você, ouça...
É difícil ouvir certas coisas? Mas quem disse que é fácil ouvir você?
Se alguém te ama, ame-o...
É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz?
Nem tudo é fácil na vida...Mas, com certeza, nada é impossível
Precisamos acreditar, ter fé e lutar
para que não apenas sonhemos, Mas também tornemos todos esses sonhos,
realidade!!

Cecília Meireles


quinta-feira, 23 de julho de 2009

PROJETO ESCREVIVENDO

Projeto Escrevivendo com interface para blogagem Oficinas de escrita e leitura para o cotidiano


Com a proposta de incentivar jovens e adultos a produzir textos e a refletir sobre sua maneira de escrever, a oficina pretende desmistificar o ato da escrita, transformando-o num processo centrado no sujeito, na forma textual por ele adotada; pensar no papel do leitor e no encadeamento das idéias. O objetivo do Projeto Escrevivendo é, além de desmitificar o ato de escrever, tornar os autores/leitores críticos de seus próprios textos.
Partindo das redações produzidas e compartilhadas e de reflexões sobre a linguagem e a literatura, o aprendizado torna-se efetivo, uma vez que busca a comunicação em situações práticas. Como resultado, o escrevivente e seu processo de desenvolvimento são os verdadeiros centros de atenção do educador, e não o texto apenas.
Os conteúdos básicos são apresentados aos participantes em progressão de dificuldade e readaptados às suas necessidades, sempre vinculados a noções sobre um gênero literário ou tipo do discurso, lembrando que estes não são puros e podem conviver num mesmo texto. As leituras de textos traduzidos do grego, do latim, da bíblia; da literatura clássica universal e também da moderna, além de mitos etiológicos e cosmogônicos, motivam as conferências de temas, e podem se misturar em módulos sobre memórias, intertextualidade, contos e crônicas, cartas, textos argumentativos ou descrições.
Interface para blogagemAmpliando a proposta do Projeto Escrevivendo, de forma a ensinar ao aluno a criação e o uso de novas tecnologias de informação e comunicação, pretende-se renovar paradigmas informacionais para que possam informar e informarem-se, tirando melhor proveito do ciberespaço no contexto da cibercultura. A conjunção de mediação cultural dialógica do professor e da mediatização permitida pelo computador/blog pode ser relevante para a formação de protagonistas culturais, estimulando inteligências múltiplas e distintos saberes. Sobretudo, o novo suporte, em nosso contexto, promove a leitura e a escrita.
A Organização Social de Cultura Poiesis pretende, e tem envidado esforços projetivos e práticos para isto, que o Projeto Escrevivendo com interface para blogagem cresça e se desenvolva , sistematicamente, em regiões cada vez mais distantes do centro, e em outras cidades dentro do estado de São Paulo, carentes de atividades culturais desta importância.
A crescente demanda, por parte de cidadãos pertencentes ou não ao sistema educacional formal, por cursos, palestras, workshops e oficinas culturais, nos quais buscam informação e conhecimento - um tipo de formação continuada -, demonstra que há público bastante heterogêneo interessado neste tipo de oficina. Pré-vestibulandos, estudantes universitários, professores e educadores, psicólogos, advogados, jornalistas, funcionários públicos e muitos aposentados na terceira idade, entre outros.
"Contextualizar as escolhas dos temas e textos trabalhados, indo muito além da troca de informações e conteúdos pré-estabelecidos é nosso maior desafio. Prevemos como começar a oficina, mediar diferentes pensamentos e opiniões, teorias; lançar questões, provocar reflexões. Porém, não prevemos como ela irá acabar: a proposta é uma construção coletiva do saber." Karen Kipnis

quarta-feira, 22 de julho de 2009

TEORÍA DO CAOS

O que é a teoria do caos?

A idéia central da teoria do caos é que uma pequenina mudança no início de um evento qualquer pode trazer conseqüências enormes e absolutamente desconhecidas no futuro. Por isso, tais eventos seriam praticamente imprevisíveis - caóticos, portanto. Parece assustador, mas é só dar uma olhada nos fenômenos mais casuais da vida para notar que essa idéia faz sentido. Imagine que, no passado, você tenha perdido o vestibular na faculdade de seus sonhos porque um prego furou o pneu do ônibus. Desconsolado, você entra em outra universidade. Então, as pessoas com quem você vai conviver serão outras, seus amigos vão mudar, os amores serão diferentes, seus filhos e netos podem ser outros...
No final, sua vida se alterou por completo, e tudo por causa do tal prego no início dessa seqüência de eventos! Esse tipo de imprevisibilidade nunca foi segredo, mas a coisa ganhou ares de estudo científico sério no início da década de 1960, quando o meteorologista americano Edward Lorenz descobriu que fenômenos aparentemente simples têm um comportamento tão caótico quanto a vida. Ele chegou a essa conclusão ao testar um programa de computador que simulava o movimento de massas de ar. Um dia, Lorenz teclou um dos números que alimentava os cálculos da máquina com algumas casas decimais a menos, esperando que o resultado mudasse pouco. Mas a alteração insignificante, equivalente ao prego do nosso exemplo, transformou completamente o padrão das massas de ar. Para Lorenz, era como se "o bater das asas de uma borboleta no Brasil causasse, tempos depois, um tornado no Texas". Com base nessas observações, ele formulou equações que mostravam o tal "efeito borboleta".
Estava fundada a teoria do caos. Com o tempo, cientistas concluíram que a mesma imprevisibilidade aparecia em quase tudo, do ritmo dos batimentos cardíacos às cotações da Bolsa de Valores. Na década de 70, o matemático polonês Benoit Mandelbrot deu um novo impulso à teoria ao notar que as equações de Lorenz batiam com as que ele próprio havia feito quando desenvolveu os fractais, figuras geradas a partir de fórmulas que retratam matematicamente a geometria da natureza, como o relevo do solo ou as ramificações de nossas veias e artérias. A junção do experimento de Lorenz com a matemática de Mandelbrot indica que o caos parece estar na essência de tudo, moldando o Universo. "Lorenz e eu buscávamos a mesma verdade, escondida no meio de uma grande montanha.
A diferença é que escavamos a partir de lugares diferentes", diz Mandelbrot, hoje na Universidade de Yale, nos Estados Unidos. E pesquisas recentes mostraram algo ainda mais surpreendente: equações idênticas aparecem em fenômenos caóticos que não têm nada a ver uns com os outros. "As equações de Lorenz para o caos das massas de ar surgem também em experimentos com raio laser, e as mesmas fórmulas que regem certas soluções químicas se repetem quando estudamos o ritmo desordenado das gotas de uma torneira", afirma o matemático Steven Strogatz, da Universidade Cornell, nos Estados Unidos. Isso significa que pode haver uma estranha ordem por trás de toda a imprevisibilidade. Só a continuação das "escavações" pode resolver o mistério.
Imprevistos decisivos
A idéia central da tese é que pequenas alterações numa situação trazem efeitos incalculáveis
1. A essência da teoria do caos é que uma mudança muito pequena nas condições iniciais de uma situação leva a efeitos imprevisíveis. É o que acontece nesse exemplo hipotético, em que uma menina brinca despreocupadamente com sua bola. Parece uma situação sem grandes conseqüências, mas...
2. ... uma borboleta surpreende a garotinha! Pronto: apareceu a tal "pequena alteração nas condições iniciais". Com o susto, ela deixa a bola cair
3. A bola vai rolando em direção à estrada e a menina corre atrás para recuperá-la. Enquanto isso, um caminhão carregado de sal está passando por ali
4. Para não atropelar a menina, o motorista vira o volante subitamente. Mas o caminhão não agüenta a manobra e tomba. O veículo começa a pegar fogo
5. Todo o suprimento de sal começa a torrar. A fumaça do incêndio está carregada de minúsculas partículas de cloreto de sódio, que sobem para as nuvens
6. Nas nuvens, as partículas de cloreto de sódio atraem pequenas gotinhas de vapor d’água e começam a formar gotas de chuva, que crescem até terem peso suficiente para cair
7. Com as nuvens pesadas, começa a chover depois de algum tempo. Ou seja, a brincadeira inocente da menina, no fim, produziu uma alteração imprevisível nas condições climáticas!

Retirado do blog Mundo Estranho

sábado, 18 de julho de 2009

Bibliotecas Escolares

Comissão da Câmara aprova exigência de biblioteca em todas as escolas públicas
Da Redação*Em São Paulo
DEshow('180x150',5,8);



A Comissão de Educação e Cultura da Câmara aprovou uma proposta que exige a instalação de bibliotecas em todas as escolas públicas de educação básica. Para cuidar do acervo, bibliotecários com formação superior deverão ser contratados.O texto, aprovado nesta quarta-feira (15), determina ainda que o acervo seja permanentemente atualizado e mantido em local próprio, atraente e acessível, com acesso à internet.O projeto também estabelece que cada sistema de ensino poderá organizar o trabalho dos bibliotecários - inclusive para que eles atendam a mais de uma biblioteca escolar cada um.Segundo o texto do projeto de lei, os sistemas de ensino da União, dos estados e dos municípios deverão garantir capacitação específica aos bibliotecários para atuar como mediadores entre os alunos e a leitura. A proposta define um prazo de cinco anos para implantação das medidas previstas.A proposta será encaminhada para a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, onde será votada em definitivo.
Legislação atualSegundo o Plano Nacional de Educação, a "atualização e ampliação do acervo das bibliotecas"está entre as metas do ensino fundamental. Em relação ao ensino médio, um dos objetivos é estabelecer padrões mínimos nacionais de infraestrutura que incluam "espaço para a biblioteca".Já a Lei 10.753/03, que institui a Política Nacional do Livro, determina que o Poder Executivo tenha programas anuais de manutenção e atualização do acervo de bibliotecas públicas, universitárias e escolares. Essa lei também exige, para efeito de autorização de escolas, a existência de acervo mínimo de livros para as bibliotecas escolares.Atualmente, o Ministério da Educação desenvolve o Programa Nacional Biblioteca da Escola, por meio do qual distribui livros para todas as escolas públicas, a partir do número de alunos. Uma escola com até 250 alunos, por exemplo, recebe 20 livros (0,08 livro por estudante).

* Com informações da Agência Câmara

terça-feira, 16 de junho de 2009

Dono de biblioteca gigante em SP doa obras e digitaliza livros

Para quem temia que os livros sumiriam na era da internet, uma boa notícia: o tradicional e o virtual viraram aliados.

A biblioteca brasiliana Guita e José Mindlin está sendo digitalizada. O acervo é um tesouro formado durante 80 anos por José Mindlin, de 94 anos. E ele está doando tudo. “A idéia da biblioteca ser parte da universidade e ser pública prevaleceu desde o início. Eu sou, durante todos esses anos, conservador dos livros, guardião dos livros”, diz ele. Agora, esses livros começam a se transformar em páginas virtuais. Quem faz esse trabalho é um robô que “lê” 2.400 páginas por hora. Três mil documentos já podem ser acessados pelo computador.

Mas a biblioteca virtual brasiliana será muito mais do que isso. São 25 mil títulos. Livros feitos no Brasil e sobre o Brasil, preciosidades desde o século 16. Entre eles, estão a primeira edição do livro de viagens de Hans Staden, a primeira dos 17 volumes dos sermões do Padre Antonio Vieira, as primeiras edições dos livros de Machado de Assis, muitos autografados. Os brasileiros terão acesso a tudo isso gratuitamente, via internet. A primeira edição de “Helena”, de Machado de Assis, tem uma dedicatória a um amigo e já está na rede. Textos produzidos no século 19, na época da abolição, também. Todas essas raridades estão disponíveis do site da biblioteca
(www.brasiliana.usp.br).

Retirado do site G1 de matéria do Jornal Nacional do dia 16/06/2009

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Stairway To Heaven (tradução)

Composição: Led Zeppelin

Escadaria para o paraíso

Há uma senhora que acredita
Que tudo o que brilha é ouro
E ela está comprando uma escadaria para o paraíso
Quando ela chega lá ela descobre
Que se as lojas estiverem todas fechadas
Com apenas uma palavra ela consegue o que veio buscar
E ela está comprando uma escadaria para o paraíso

Há um cartaz na parede
Mas ela quer ter certeza
Porque você sabe que às vezes as palavrastêm duplo sentido
Em uma árvore a beira do riacho
Há um rouxinol que canta
Às vezes todos os nossos pensamentos estão errados.

Isto me faz pensar
Isto me faz pensar

Há algo que sinto
Quando olho para o oeste
E meu espírito chora ao partir
Em meus pensamentos tenho visto
Anéis de fumaça atravessando as árvores
E as vozes daqueles que ficam parados olhando

Isto me faz pensar
Isto realmente me faz pensar

E um sussurro avisa que em breve
Se todos entoarmos a canção
O flautista nos levará à razão
E um novo dia irá nascer
Para aqueles que suportarem
E a floresta irá ecoar gargalhadas

Se há um alvoroço em sua horta
Não fique assustada
É apenas limpeza de primaveril da rainha de maio
Sim, há dois caminhos que você pode seguir
Mas na longa estrada
Há sempre tempo de mudar o caminho que você segue
E isso me faz pensar
Sua cabeça lateja e não vai parar
Caso você não saiba
O flautista te chama para você se juntar a ele
Querida senhora, pode ouvir o vento soprar?
E você sabia
Sua escadaria repousa no vento sussurrante

E enquanto corremos soltos pela estrada
Com nossas sombras mais altas que nossas almas
Lá caminha uma senhora que todos conhecemos
Que brilha luz branca e quer mostrar
Como tudo ainda vira ouro
E se você ouvir com atenção
A canção irá finalmente chegar a você
Quando todos são um e um é o todo
Ser uma rocha e não rolar

E ela está comprando uma escadaria para o paraíso...

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Pesquisando conteúdo de livros e revistas – http://books.google.com

Posted: 08 May 2009 05:00 AM PDT
Poucas pessoas sabem mas o monopólio da GOOGLE não para nunca de crescer. Depois do Orkut, Feedburner, Gmail, Picasa e outras tantas ferramentas agora a empresa americana passou a investir no crescimento dos seus novos projetos, conhecidos como Google Labs.Lendo um artigo da Folha encontrei uma ferramenta muito interessante para quem quer conteúdo de livros online. O Google Books oferece busca em texto completo ou parcial de livros e revistas com obras do acervo a partir do século 16.Não estou fazendo lobby dessa empresa. Na verdade até procuro não direcionar todas as minhas informações para o Google (meu blog é no WORDPRESS justamente por isso), mas acho importante difundir essas ferramentas úteis.O site é http://books.google.com

Retirado do Blog: Escrevo Logo Existo do Estimado Jornalista Valter Hugo Muniz

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Frase/Pergunta do Momento...

"Onde está a sabedoria que perdemos no conhecimento, onde está o conhecimento que perdemos na informação?"

quarta-feira, 22 de abril de 2009

UNESCO LANÇA BIBLIOTECA MUNDIAL DIGITAL!

DEshow('180x150',5,8);
21/04/2009 - 07h57
Unesco lança biblioteca mundial digital

Daniela Fernandes De Paris para a BBC Brasil
A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) lança nesta terça-feira a Biblioteca Digital Mundial, que permitirá consultar gratuitamente pela internet o acervo de grandes bibliotecas e instituições culturais de inúmeros países, entre eles o Brasil.

A foto da imperatriz Thereza Christina, do acervo da Biblioteca Nacional, está disponível no site

Mapa de 1562 mostrando o 'novo mundo' faz parte do acervo da Biblioteca do Congresso Americano Dezenas de milhares de livros, imagens, manuscritos, mapas, filmes e gravações de bibliotecas em todo o mundo foram digitalizados e traduzidos em diversas línguas para a abertura do site da Biblioteca Digital da Unesco (www.wdl.org).A nova biblioteca virtual terá sistemas de navegação e busca de documentos em sete línguas, entre elas o português, e oferece obras em várias outras línguas.Entre os documentos, há tesouros culturais como a obra da literatura japonesa O Conde de Genji, do século 11, considerado um dos romances mais antigos do mundo, e também o primeiro mapa que menciona a América, de 1507, realizado pelo monge alemão Martin Waldseemueller e que se encontra na biblioteca do Congresso americano.Entre outras preciosidades do novo site estão as primeiras fotografias da América Latina, que integram o acervo da Biblioteca Nacional do Brasil, manuscritos científicos árabes da Biblioteca de Alexandria, no Egito.Até o momento, o documento mais antigo da Biblioteca Digital da Unesco é uma pintura de oito mil anos com imagens de antílopes ensanguentados, que se encontra na África do Sul.32 instituições A Biblioteca Nacional do Brasil é uma das instituições que contribuíram com auxílio técnico e fornecimento de conteúdo ao novo site da Unesco.O projeto contou com a colaboração de 32 instituições, de países como China, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, México, Rússia, Arábia Saudita, Egito, Uganda, Israel e Japão. O lançamento do site será acompanhado de uma campanha para conseguir aumentar o número de países com instituições parceiras para 60 até o final do ano. "As instituições continuam proprietárias de seu conteúdo cultural. O fato de ele estar no site da Unesco não impede que seja proposto também a outras bibliotecas", explicou Abdelaziz Abid, coordenador do projeto.A ideia de uma biblioteca digital mundial gratuita foi apresentada à Unesco pelo diretor da biblioteca do Congresso americano, James Billington, ex-professor da Universidade de Harvard.Ele dirige a instituição cultural do congresso americano desde 1987 e diz ter aproveitado o retorno dos Estados Unidos à Unesco, em 2003, após 20 anos de ausência, para promover a ideia da biblioteca digital."Eu lancei essa ideia e sugeri colocá-la em prática nas principais línguas da ONU, como o árabe, chinês, inglês, francês, português, russo e espanhol", diz Billington.Ele se baseou em sua experiência na digitalização de dezenas de milhões de documentos da Biblioteca do Congresso americano, criada em 1800.O objetivo da Unesco é permitir o acesso de um maior número de pessoas a conteúdos culturais e também desenvolver o multilinguismo.

http://noticias.uol.com.br/bbc/reporter/2009/04/21/ult4903u146.jhtm

http://www.wdl.org/pt/